BLOG DO GUSMÃO

Menu

Siga-nos

SCHOPENHAUER E A CONDIÇÃO HUMANA

Arthur Schopenhauer
Arthur Schopenhauer

Para encerrar o feriadão.

“Mas assim como nosso corpo explodiria se lhe fosse subtraída a pressão da atmosfera, assim também se a pressão da necessidade, dificuldade, contrariedade e frustração das pretensões fossem afastadas da vida dos homens, sua petulância cresceria, se bem que não até estourar, contudo até as manifestações desenfreadas da loucura mesmo do delírio.

Trabalho, aflição, esforço e necessidade constituem durante toda a vida a sorte da maioria das pessoas. Porém se todos os desejos, apenas originados já estivessem resolvidos, o que preencheria então a vida humana, com que se gastaria o tempo?

Que se transfira o homem a um país utópico, em que tudo crescesse sem ser plantado, as pombas revoassem já assadas, e cada um encontrasse logo e sem dificuldade sua bem amada. Ali em parte os homens morrerão de tédio, ou se enforcarão, em parte promoverão guerras, massacres e assassinatos, para assim se proporcionar mais sofrimento do que o posto pela natureza. Portanto para uma tal espécie, como a humana, nenhum outro palco se presta, nenhuma outra existência”.

De Arthur Schopenhauer, extraído do capítulo XII (contribuições à doutrina do sofrimento do mundo), da obra “Parerga e Paralipomena”.

WhatsApp
Facebook
Twitter
Email
Print

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Newsletter

Fique Informado

Assine a newsletter e receba as notícias que você não pode perder diretamente no seu e-mail.
É rápido. É fácil. É de graça.

Siga-nos
Mais lidas