BLOG DO GUSMÃO

Menu

Siga-nos

HUMOR: SE FOSSEM IRMÃOS, NÃO SERIAM TÃO PARECIDOS

 

Muammar Kadafi e Newton Lima. Mundos distantes, pessoas distintas. Poucas coisas em comum: rostos e cabelos parecidos e a impopularidade. Só isso!
WhatsApp
Facebook
Twitter
Email
Print

10 respostas

  1. Pelo menos lá o povo já se revoltou e está tentando mudar as coisas!!!! 🙂
    Enquanto isto, aqui, só pensamos se terá carnaval!!!!

  2. Muammar Kadafi precisou de mais de 30 anos pra afundar a Líbia, Newton Lima precisou de menos de 4 anos pra afundar Ilhéus!

  3. se o povo brasileiro .e bahiano .fossem de coragem .essas coisas nas administrações publica não aconteceria.
    mais o povo e froxo. da nisso ai…………..

  4. O brimo,
    Newton Lima,também vai para a frente de batalha defender o brimo Kadafi.Aproveita a promoção de passagens que nestes tempos de revolução estão em promoções e viajamos juntos.Minha passagem já esta reservada para a próxima quarta-feira dia 02/03.Vamos juntos defender o brimo Kadafi, que esta precisando de ajuda e não podemos negar ajudar o brimo.
    Kalif Rabelo

  5. TODOS OS DOIS SÃO DITADORES, SÓ QUE UM USA SEU ARSENAL BÉLICO PRA ATROPELAR OS OPOSITORES, O OUTRO O DE ILHÉUS USA A MÁQUINA PÚBLICA OS CARGOS E A IMPRENSA CHAPA PRA ESCONDER A REALIDADE, PRA JOGAR SUJO TEM DINHEIRO, MAS PARA A CIDADE AVANÇAR O TAL DO CARA CHAMADO PRECATÓRIOS LEVOU O DINHEIRO.

  6. Para onde vamos, Ilhéus?
    20/fev/2011 . 21:53 | Autor: Israel Nunes
    Epígrafe:
    “Olhemos para as ruas. Buracos e desníveis na quase totalidade delas. Os gestores, autistas, continuam a fazer sua caminhada matinal pela Avenida Soares Lopes sem se dar conta de que o estado em que a calçada se encontra é culpa deles.
    Quem sabe até, no seu cooper autista pela boa forma, às vezes não se esquecem de quem são os responsáveis e pensem consigo mesmo: “Ummm, a Avenida está mal cuidada pelo Prefeito…ops! Sou eu o Prefeito!””
    Este é um dos momentos insondáveis da política local. Quanto mais se tenta fazer previsões, mais surpresas aparecem e tudo o que parecia sólido se desmancha no ar, para utilizar uma expressão consagrada.
    As mais diversas pessoas se alçam a candidatos ao Poder Executivo Municipal e, antes do que se espera, o tapete lhes é puxado, seja pelo rabo que tentaram esconder a qualquer custo, seja por um outro fato político qualquer.
    Voltemos os olhos para estes últimos 12 meses, por exemplo.
    Neste brevíssimo intervalo, um vereador se disse candidato a Prefeito, mas teve as contas rejeitadas pelo TCM e de quebra recentemente se mostrou um falsário (pois falsificou documentos públicos), segundo o próprio TCM.
    Um ex-prefeito se declara candidato a Deputado e desiste de última hora, deixando um bando de seguidores sequiosos de sua candidatura a ver navios. Agora, novamente se ergue afirmando-se candidato a Prefeito…
    Um filho de uma Deputada com mandato pífio se lança candidato. Só que ele se encontra em um Governo decrépito e completamente corroído pela inoperância e, tudo indica, pela corrupção.
    Um Presidente de Câmara começa seu mandato reduzindo o próprio salário, mas é pego de calças curtas em licitações supostamente marcadas.
    Secretários Municipais, pretensos candidatos a qualquer coisa em 2012, foram indiciados pela Polícia Federal em fraudes licitatórias e outros crimes.
    Um Deputado Federal, após uma fragorosa derrota em Ilhéus, com menos votos do que candidatos a Deputado Estadual derrotados do Município, ainda se declara candidato a Prefeito…
    Assim poderíamos continuar uma extensa lista de factóides. Bastaria realizar uma consulta nos blogs a respeito.
    Chegaria a ser um divertimento observar a novela política local, se algumas das “brincadeiras” praticadas não fosse com o dinheiro público.
    Mas não é assim. Enquanto somos “brindados” com os péssimos exemplos, a comuna vai de mal a pior.
    Olhemos para as ruas. Buracos e desníveis na quase totalidade delas. Os gestores, autistas, continuam a fazer sua caminhada matinal pela Avenida Soares Lopes sem se dar conta de que o estado em que a calçada se encontra é culpa deles.
    Quem sabe até, no seu cooper pela boa forma, às vezes não se esquecem de quem são os responsáveis e pensem consigo mesmo: “Ummm, a Avenida está mal cuidada pelo Prefeito…ops! Sou eu o Prefeito!”
    A iluminação pública no Município está completamente abandonada. E olha que a Contribuição de Iluminação Pública continua a ser cobrada nas nossas contas, gerando mais de R$ 200.000,00 por mês aos cofres municpais. Imagina se isso tudo fosse aplicado na iluminação pública no Município!
    O lixo escorre pelas ruas, enquanto cinicamente se culpa a população. Deve ser a população também que todos os dias faz parar o caminhão compactador e escorrer o chorume em frente à Delegacia de Polícia.
    Ao passar pelo local, alguns já confidenciaram ter ganas de afogar o irresponsável no caldo. Mas relembro que para o porco isso seria um prêmio, não uma punição.
    Na Saúde, outro caos aparente. Fora as recentes ambulâncias do SAMU, fornecidas pelo Governo do Estado, os Hospitais não têm recebido os repasses do Município, o que tem afetado o atendimento da população, inclusive com interrupção grave das UTIs do Hospital São José.
    Servidores Municipais com salários atrasados, graças ao caos que Secretários anteriores deixaram a Saúde. Nos Postos, faltam médicos e medicamentos, segundo temos recebido notícias em diversos e-mails da população das comunidades.
    Nas escolas, atraso no início das aulas, faltas constantes de professores e merenda escolar inadequada é o mínimo que se tem visto e ouvido falar.
    No trânsito, engarrafamentos irritam a população, associados a intenção meramente arrecadatória dos pardais eletrônicos a espezinhar o bolso dos contribuintes mais desavizados que transitem a 51 kilômetros por hora…
    O transporte coletivo urbano com seus ônibus que atrasam constantemente, sua passagem cara, motocobras pondo em risco a segurança da população – já que têm que dirigir enquanto cobram a passagem e passam o troco – e a malandragem da empresa que presta o serviço, não colocando todos os ônibus nos horários das linhas regulares. Atrasos de quarenta e cinco minutos a uma hora é o mínimo que a população tem enfrentado.
    Sem infraestrutura urbana, as chuvas massacram a população da periferia, alagando ruas e casas e oferecendo o risco de desabamento de morros e encostas.
    Chega de enumeração dos problemas. O leitor, como eu, já deve estar quase em depressão…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Newsletter

Fique Informado

Assine a newsletter e receba as notícias que você não pode perder diretamente no seu e-mail.
É rápido. É fácil. É de graça.

Siga-nos
Mais lidas
fevereiro 2011
S T Q Q S S D
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28