NA PREFEITURA DE ILHÉUS, AUXILIAR DE ELETRICISTA GANHA 7 MIL REAIS

Do JBO.

No limite constitucional do uso de recursos públicos para o pagamento dos servidores municipais e asfixiada por uma conta cada vez mais dificil de fechar, a Prefeitura de Ilhéus é daquelas que pagam mal para a maioria, atrasam para todos e privilegiam alguns poucos. O mais grave é que não se sabe, efetivamente, qual o tamanho da fatia privilegiada de servidores que, pode-se assim dizer, usam “turbantes”, nem como e quando eles chegaram a tal condição.

Foi por um simples acaso que o governo municipal, nos últimos dias, conseguiu descobrir que um auxiliar de serviços gerais da Prefeitura de Ilhéus recebe mensalmente 11 mil 690 reais de salário; um motorista fatura pouco mais de 5 mil e um auxiliar de eletricista consegue embolsar 7 mil reais do dinheiro do contribuinte.

Isso mesmo: não estamos falando de personagens fictícios.

Só não podemos, por precaução, ainda revelar os nomes já que, desde a descoberta, todos eles estão sendo monitorados pela Procuradoria Jurídica do município, que vai acioná-los para reaver o dinheiro que, por direito, não lhes pertence.

O que se sabe é que todos estão lotados na Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano. E o que não se sabe é: quantos na folha de pessoal da prefeitura estariam nas mesmas condições destes três privilegiados que já foram identificados por membros do atual governo?

Uma fonte do Palácio Paranaguá, revelou ao reporter do Jornal Bahia Online que o sistema usado no controle dos salários e da quantidade de servidores públicos de Ilhéus é muito defasado e sujeito a fraude. Os três “marajás” da Sedur só foram identificados a partir de uma decisão do prefeito Newton Lima de cortar a quantidade que considerava excessiva de horas extras. A medida teria gerado insatisfação e levantado suspeita.

De acordo com o levantamento do JBO, a Prefeitura de Ilhéus estava gastando, por mês, algo em torno de 400 mil reais com o pagamento de horas extras. No final do mês passado, o prefeito Newton Lima assinou um decreto proibindo a concessão e exigiu dos secretários que fizessem um levantamento minuncioso do quadro de cada uma das pastas administrativas para saber quantos servidores estavam trabalhando e quantos estavam ganhando o salário no qual está efetivamente enquadrado.

A surpresa foi geral. Dias depois, o próprio titular da pasta, o secretário Carlos Freitas, entregou um relatório ao prefeito apontando os três primeiros casos. No exemplo do motorista que recebe 5 mil reais, ainda há um fato intrigante. Entre os benefícios que possui, há uma premiação em dinheiro, pelo cuidado que tem com o veículo que utiliza. Poderia até ser justo em se tratando de um patrimônio público cuja grande maioria não aparenta ter mesmo o mínimo cuidado. Mas o zeloso motorista tem um bom tempo que não faz sequer uma curva pilotando um carro da Prefeitura de Ilhéus. Ele não dirige mais.

“De há muito, fiscalizar a folha salarial da Prefeitura de Ilhéus é mexer em um enorme vespeiro”, garante um influente secretário municipal. “Agora, com as primeiras descobertas, o prefeito quer saber quem são os privilegiados com recursos públicos”, completa. A Prefeitura está iniciando uma rigorosa auditoria para identificar a quantidade de “marajás” que ganham muito além do que merecem e do que devem ganhar.

Neste próprio governo, um outro levantamento deveria ter caminhado a passos largos há mais de um ano, identificando possíveis “fantasmas” do serviço público. Mas o trabalho ficou perdido pelo caminho com o contribuinte pagando o preço da indiferença que na maioria das vezes resulta em má fé.



8 responses to “NA PREFEITURA DE ILHÉUS, AUXILIAR DE ELETRICISTA GANHA 7 MIL REAIS

  1. Acredito que essas pessoas trabalham ha mais de 30 anos na prefeitura,voce poderia dar informaçoes mais corretas sr: Gusmao !

  2. Gusmãozinho por favor investigue a folha de pagamento do Município e veja o salario do genro do nosso querido prefeito, trabalha meio turno e olha lá tem dias que nem aparece lá no trbutos e ganha 9.000,00 (nove mil reais aproximadamente) acho que eu vou me canidatar a genro de prefeito ganhar muito e no mole, acho que ao invés de cortar as horas extras dos funcionarios que rala muito ele poderia rever se realmente o genro dele merece ganhar o que ganha assim é muito fácil, a justiça pra ser boa começa de casa seja mais justo com os funcionarios prefeito não vá na onda de Casas Bahia não, seja vc mesmo não deixe ele mandar no seu governo e ditar as regras não acordaaaaa por se não vai ser tarde demais, o Secretario de Finanças vai colocar o Senhor em uma fria danada olhe o que eu estou te avisando.

  3. Dizem que todos ganharão judicialmente. Estão colocando chifre em cabeça de cavalo.
    Porque não divulgam na imprensa também, que os funcionários ficam com o nome sujo por atrasarem meses os repasse dos descontos da folha pagamento referente a empréstimos e cartões, o FGTS o INSS os reajustes de salários, esses se arrastam.
    Os mesmos Procuradores queriam aumentar os salários sem cobertura da Lei.

    Êta Governo

  4. Realmente é uma vergonha, pois enquanto poucos ganham muito. Os estagiários do AC 2011 contratados pela Secretaria de Educação através do Ciee. Não receberam nenhum pagamento esse ano é uma vergonha, principalmente porque o Secretário Bahia não faz questão de pagar nossos salários. Quando ligamos ele diz que não tem nenhuma previsão. Será que falta dinheiro na prefeitura? Claro que não se faltasse não apareceria contra cheques de fucionários com esses valores.
    Acorda bahia estamos cumprindo nossas escalas nas escolas se coloque em nosso lugar se você tiver conciência coisa que dúvidamos. Pois se tivesse você já teria pago nossos salários, apelamos a sua conciência que deve está adormecida em algum lugar.

  5. Viu Sr prefeito!!!a casa tá caindo, só fico preocupada porque a corda só poca do lado mais fraco; estou ainda sem conseguir pagar minhas dívidas,com meu salário cortado ainda na esperança de soluções, essa é a prova que nosso dinheiro está no bolso dos marajás. Efetiva Preocupada.

  6. ISTO AI FOI UMA MAL ADMINISTRAÇÃO DOS GOVERNOS DE ANTONIO OLIMPIO, JABES RIBEIRO, QUE NÃO AVALIAVA OS SERVIDORES MUNICIPAIS DE ACORDO COM O ESTATUTO, E ISTO FOI SE ACUMULANDO ATE QUE CHEGOU O PONTO DA JUSTIÇA DAR CAUSA GANHA PARA AQUELES QUE ENTRARAM COM AÇÃO, E ISTO NÃO TEM APADRIAMENTO POIS ESTA TUDO DIANTE DA JUSTIÇA E OS PROCESSOS SÃO DISTRIBUIDOS PARA OS JUIZES.
    E TEM UMA COISA DAQUI PRA FRENTE VAI TER SERVIDOR QUE VAI GANHAR MAIS DO QUE O PREFEITO COM SUAS VANTAGENS.
    UM ABRAÇO

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *