BLOG DO GUSMÃO

Menu

Siga-nos

OS INDICADORES DA EDUCAÇÃO DE ILHÉUS

Nesta segunda-feira (13), o Blog do Gusmão dá continuidade à divulgação dos indicadores sociais de Ilhéus, agora focando nos números da educação do município.

O sistema de indicadores, de uma importância inestimável, foi encomendado pelo Instituto Nossa Ilhéus.

Para facilitar a compreensão dos dados, utilizaremos valores absolutos. Os dados pesquisados correspondem aos últimos três anos (2009-2011). Confira abaixo os subtópicos relacionados à educação e os dados revelados.

Escolas sem sala de recursos multifuncionais para AEE – Escolas públicas, de ensino fundamental e médio, sem sala de recursos Multifuncionais para Atendimento Educacional Especializado (AEE) para pessoas com deficiência.

Os números preocupam.

Nos últimos anos, os números caíram, mas não o suficiente para proporcionar aos deficientes acesso às escolas. Em 2009, eram 64 escolas sem os recursos, o que representava 95%. Em 2010 eram 58 e no ano passado foram 57 unidades.

Escolas sem acessibilidade física – Percentual de escolas públicas, de ensino fundamental e médio, sem dependências e vias adequadas a alunos com deficiência ou mobilidade reduzida.

Há três anos, 57 unidades escolares não ofereciam acessibilidade às pessoas deficientes. Em 2010, 55 e no ano passado 52 escolas estavam nessa situação.

Escolas públicas sem laboratório – Escolas da rede pública sem laboratório de ciências. A falta de laboratório de ciências atinge mais de 90% das escolas públicas de Ilhéus. Em termos nacionais, cerca de 70% dos alunos da rede pública também estudam em escolas sem esse equipamento.

Impressionantemente, cada vez menos escolas da cidade têm laboratórios de ciências. Em 2009, 57 unidades não contavam com o aparelho. Nos últimos dois anos (2010-2011), os números permaneceram os mesmos, com 59 unidades.

Escolas públicas sem internet para alunos – Escolas da rede pública sem computadores de uso dos alunos com conexão à Internet. A existência de computadores conectados à Internet, à disposição dos alunos, cresceu bastante nos últimos três anos em todo o país. Ilhéus segue essa mesma tendência, chegando em 2010 a um patamar de cerca de 60% de cobertura (40,63% ainda sem conexão).

Em 2009, eram 49 unidades sem conexão, em 2010 eram 31 e no ano passado, 29 escolas continuavam sem internet.

Escolas públicas sem biblioteca – O Censo Escolar registra a existência de bibliotecas nas escolas, mas não traz a informação sobre o número de livros disponíveis nem sua atualização. Este indicador revela os casos extremos em que a escola não dispõe de biblioteca.

Ilhéus não proporciona ambientes de leitura aos estudantes.

 

De 2009 a 2011 os números caíram timidamente. Em 2009 eram 48 escolas sem biblioteca e nos últimos anos (2010-2011), 44 unidades permaneciam sem locais com livros disponíveis e adequados para leitura.

WhatsApp
Facebook
Twitter
Email
Print

Uma resposta

  1. Tomara a população se apodere desses dados e não façam como apontam muitos para as gestões, que dizem nos tratar com descaso. Pois é, os números indicam o quanto somos passivos e o quanto é fácil assim, serem eleitos aqueles que não tem competência para gerir o que é de todos! TOMARA O POVO SAIA DA CONDIÇÃO DE COITADO!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Newsletter

Fique Informado

Assine a newsletter e receba as notícias que você não pode perder diretamente no seu e-mail.
É rápido. É fácil. É de graça.

Siga-nos
Mais lidas