BLOG DO GUSMÃO

Menu

Siga-nos

INDICADORES DA VIOLÊNCIA DE ILHÉUS

O Blog do Gusmão já mostrou os indicadores sociais de Ilhéus em duas áreas: saúde e educação.

Nesta terça-feira (14), divulgaremos os dados sobre a violência em nossa cidade. O sistema de indicadores sociais foi encomendado pelo Instituto Nossa Ilhéus.

Sobre a saúde, os indicadores se subdividem em cinco categorias. Para mostrar os números de cada um subtópico, usaremos valores absolutos, facilitando a compreensão dos dados.

Agressão à criança – Internações na rede pública de crianças de 0 a 12 anos por causas relacionadas a possível agressão. O fenômeno da violência contra crianças, mulheres e idosos é subnotificado, isto é, muitos casos não chegam a ser denunciados. Este indicador busca captar de forma indireta esse tipo de ocorrência, pela análise das causas de internação hospitalar na rede pública.

As crianças estão cada vez mais vulneráveis em Ilhéus.

Desde 2009, os casos só aumentam em Ilhéus. Em 2009 foram 93 notificações, um ano depois houve um salto considerável, indo a 108 e no ano passado foram 110 casos de agressão contra crianças.

Agressão a idoso – Internações na rede pública de pessoas de 60 anos ou mais por causas relacionadas à possível agressão. Quando o paciente chega com ferimentos e o registro aponta causa indeterminada no ambiente doméstico, há chance de se tratar de agressão. Dessa forma, este indicador não é um levantamento total de casos, mas de situações graves, que exigiram ida ao hospital.

Nessa área, os números são decrescentes: 2009 fechou com 85, 2010 com 64 e 2011 com 50 notificações.

Agressão à mulher – Internações na rede pública de mulheres de 20 a 59 anos por causas relacionadas a possível agressão.

Violência contra a mulher só aumenta em Ilhéus.

O crescimento desses casos é assustador. Há três anos, foram 112 casos. No ano seguinte, impressionantes 173. Em 2011, houve outro aumento, dessa vez mais leve, chegando a 178 notificações.

Homicídio – A taxa de homicídios foi calculado com base nas informações dos atestados de óbito, referentes a pessoas residentes em Ilhéus. Não entram, portanto nessa conta as mortes de pessoas que moravam em outros municípios, ainda que elas tenham ocorrido em Ilhéus. Ao mesmo tempo, foram incluídos os casos de residentes de Ilhéus que tenham sido vítima de homicídio em outras cidades.

Entre 2009 e 2010 houve queda dos homicídios: de 141 para 116. No ano passado, o número voltou a crescer, fechando em 122.

Homicídio juvenil masculino – Homicídios de homens de 15 a 24 anos. A mortalidade juvenil masculina (homens entre 15 e 24 anos) por todas as causas é um importante indicador de condições de vida.

Assim como no indicador anterior, entre 2009 e 2010, houve queda significativa nas ocorrências: de 57 para 40. Em 2011, no entanto, houve aumento e as notificações chegaram a 54.

WhatsApp
Facebook
Twitter
Email
Print

Uma resposta

  1. Em alguns casos pode estar havendo um maior número de notificações e não de ocorrências. Os segmentos sociais mais fragilizados estão tomando coragem e denunciando a violência que são submetidos, como é o caso das mulheres, crianças e idosos. Bom trabalho do Nosso Ilhéus! É preciso atuar para resolvermos esses problemas, que vemos só passando de um governo para outro.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Newsletter

Fique Informado

Assine a newsletter e receba as notícias que você não pode perder diretamente no seu e-mail.
É rápido. É fácil. É de graça.

Siga-nos
Mais lidas