JOVENS DESPEJAM ENTULHO EM BAIRRO DE ILHÉUS

Flagrante foi registrado no último sábado 1º.
Flagrante foi registrado no último sábado 1º. Um leitor enviou as imagens para este blog.

No último sábado 1º, um morador do bairro São Francisco registrou o momento em que dois jovens despejaram entulho sobre a calçada próxima ao muro do Aeroporto Jorge Amado, em Ilhéus. Ele nos enviou as imagens.

Em contato com este blog, o autor das imagens afirmou que o problema é recorrente, no entanto, o poder público não age para resolvê-lo.

Carro usado para despejar entulhos no bairro São Francisco, na calçada próxima ao muro do Aeroporto Jorge Amado.
Carro usado para despejar entulho no bairro São Francisco, na calçada próxima ao muro do Aeroporto Jorge Amado.

“Isto é uma falta de cidadania. Senhores servidores e secretários de Ilhéus, esperamos que com estas fotos tomem alguma atitude”, cobrou o cidadão, antes de descrever o veículo usado para despejar o entulho e denunciar sua placa: “este carro que aparece nas fotos é uma fiorino furgão branca, de placa JQQ 0910”, denunciou. 



One response to “JOVENS DESPEJAM ENTULHO EM BAIRRO DE ILHÉUS

  1. É disso que estou falando quando reclamo da falta de educação e péssimos hábitos da população de nossa cidade. Esse é só um dos casos, ruas no Nelson costa, Urbis, São Francisco, Nª Srª da Vitória,estão virando uma lameira só e porque? Porque as ruas estão esburacadas e ai os “espíritos de porco” dos carroceiros e outros indivíduos jogam entulho e lixo nesses buracos; resultado? lama, lama, lama nas ruas dos bairros. Ai temos lama com lixo que os transeuntes jogam no chão; soma-se ainda o lixo que os mercados, padarias, açougues, oficinas, e a grande maioria dos estabelecimentos da “imunda” cidade lançam na rua sem fazer a destinação adequada.
    Agora, mais uma vez bom senso; A prefeitura pode e deve fiscalizar os estabelecimentos, feiras, mas em lugar nenhum do mundo é possível ser onipresente para identificar todos os locais aonde os espíritos de porco jogam sua sujeira; ai é conscientização e educação do povo. Campanhas devem ser feitas e as pessoas devem aprender a denunciar; agora, quando denunciar, a prefeitura e a polícia ambiental devem de fato responder ao chamado, coisa que nunca acontece.

    Minha Ilhéus, terra de ninguém.

    É uma mistura perigosa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *