BLOG DO GUSMÃO

Menu

Siga-nos

JOAQUIM SEM MANIQUEÍSMO

Joaquim Barbosa. Imagem: Nelson Jr.
Joaquim Barbosa. Imagem: Nelson Jr.

Por Alfredo Sirkis / Publicado no Blog do Sirkis.

Joaquim Barbosa conquistou seu lugar na história. Foi o primeiro presidente negro do STF e será lembrado por ter garantido que não houvesse impunidade no episódio do mensalão. Foi polêmico, emotivo e envolveu-se em todo tipo de bate-bocas inclusive com seus pares. As ameaças que recebeu recentemente por parte de acólitos petistas são graves e criminosas. Fico contente que tenha decidido não utilizar seu prestígio adquirido no julgamento para uma carreira política, teria posto tudo a perder.

Sobre o julgamento do mensalão tenho uma visão diferente do maniqueísmo simplista tanto dos petistas quanto dos seus detratores na mídia e na sociedade. Para os primeiros é tudo uma tenebrosa conspiração das elites e da direita contra eles. Bobagem, foram julgados por um STF em larga medida indicado por Lula. Alguns ministros podem ter sido influenciados pelo tom da mídia e da opinião pública mas isso, no máximo, incidiu sobre a intensidade da pena não a determinação de culpa em si, a não ser, na minha opinião, em um único caso: o de José Genoíno. Pessoalmente acredito na sua inocência no sentido de que foi induzido por Delúbio, a assinar algo que não se deu conta das implicações. Sinto sua condenação como injusta, existencialmente falando, talvez não juridicamente.

O chamado mensalão foi claramente um caso de corrupção grave partindo do núcleo do poder. Mas a visão histérica do outro lado também é questionável. No caso específico do mensalão –não estou me referindo a numerosos outros casos de corrupção envolvendo os governos petistas– tratou-se de um crime político no sentido literal da expressão.

Foi uma “compra de governabilidade” similar a que ocorre em Câmaras de Vereadores e Assembléias Legislativas pelo Brasil afora e aconteceu depois que Lula não quis seguir a sugestão de José Dirceu de compor uma maioria com o PMDB. Preferiram uma maioria “ad hoc” e os pagamentos foram utilizados para consolidar uma maioria de governo de geometria variável.

A pergunta desagradabilíssima que não quer calar é se isso é pior do que o atual loteamento ministérios. Naquela época havia mensalão mas boa parte dos ministérios tinham titulares e equipes de qualidade. Já, atualmente, os 39 ministérios de Dilma…

Dito isso não há dúvida que o mensalão, uma vez revelado por Roberto Jeferson, não poderia permanecer impune. É inegável que todo esse processo todo teve um forte componente político. Até porque estava sendo julgado corrupção política na forma de compra(ou aluguel) de governabilidade. Como poderia ser diferente?

Foi importante a atuação do relator Joaquim Barbosa para impedir a impunidade. Se tudo tivesse acabado em pizza teria sido uma catástrofe para o país. Porém, a partir de certo ponto, Joaquim Barbosa enveredou pelo caminho do exagero. Possuído pela espiral de hostilidade e difamação que passou a sofrer por parte de setores do PT pode ter perdido o equilíbrio do magistrado.

Acredito que todos os réus deveriam ter tido direito a regime semiaberto e possibilidade de trabalho externo. Sou favorável a isso, como regra, para autores de crimes sem violência. Prisão fechada, via de regra, deveria ser para os violentos. Manter aqueles dirigentes políticos em regime fechado sem direito a trabalho externo só lhes confere uma auréola de martírio ideológico e contribui para exacerbar polarizações e ódios. Nesse aspecto penso que Joaquim errou. Com seus altos de baixos ele merece ser avaliado pelo conjunto da obra e nesse sentido merece respeito e admiração, por um lado, e críticas serenas e objetivas por outro.

Porém, ao ser alvo de ameaças e ataques de ódio por parte de esquemas organizados pelo poder, merece solidariedade”.

Alfredo Sirkis é deputado federal pelo PSB-RJ.

WhatsApp
Facebook
Twitter
Email
Print

3 respostas

  1. TRISTE BRASIL:

    Enquanto Joaquim Barbosa se aposenta, o saneamento do país é entregue a Paulo Maluf.

    …………………………………..

    OBRAS DE SANEAMENTO DO BRASIL ESTÁ NAS MÃO DE PAULO MALUF!!!!!!!

    Relatório divulgado em 2010 pela Organização Mundial da Saúde e pelo Unicef trouxe um ranking que classificou os países segundo o número de banheiros de que dispõem. Na lista dos piores, o Brasil ficou em 9º lugar no ranking, com 13 milhões de habitantes sem banheiro em casa. Repetindo: no ano em que Dilma elegeu-se presidente, os sem-privada eram contados em 13 milhões.

    É nesse contexto que o país ficou sabendo que 58% das obras de esgoto do PAC atrasaram. Em nota oficial, o Ministério das Cidades, chefiado pelo partido de Paulo Maluf, informou: embora a verba seja federal, a responsabilidade constitucional pela execução das obras de saneamento é dos municípios.

    http://josiasdesouza.blogosfera.uol.com.br/2014/05/31/otimismo-num-pais-que-atrasa-obra-de-saneamento-e-maluquice-ou-alienacao/

  2. O lulismo/petismo é um vírus altamente nocivo, atrofia os neurônios de suas vítimas, tornando-os completamente incapazes de um raciocínio mais apurado, afirmo isso por experiência própria.
    Até o ACM se envolver com a espionagem do painel eletrônico, ele era o todo poderoso na Bahia e respeitado por uns e temido por outros no resto do país, principalmente por Maluf e Jader Barbalho, hoje amigos inseparáveis de Lula e Dilma.

    Pois bem, após o escândalo do painel de senado, o prestígio do senador ACM junto aos seus eleitores começou a despencar, e o óbvio aconteceu, ops políticos que eram liderados por ele começaram a pular pro lado de Lula, uma prova de que os eleitores do carlismo tem vontade própria.

    Em 2002, Lula foi eleito como a única esperança de que, a política brasileira estava precisando de um freio de arrumação para por fim as supostas grandes maracutaias existente nos três poderes, aí não deu outra, não só as supostas trambicagens foram provadas, inclusive na Bahia, como Lula se aliou ao que de pior existe nos meios públicos.
    Com total apoio de sua base, cada escândalo que surgia e era provado pela PF e MPF, ainda assim ele se tornava cada vez mais forte e popular, é ou não é uma prova de que os eleitores de Lulo/petistas não dão a mínima para a ética na política, e que tudo vale para manter o poder?

    O petismo é tão perigoso que não distingue o que é certo ou errado, bom ou ruim, todos os jornais do país estamparam hoje, que, JOAQUIM BARBOSA foi a única grande obra que o governo petista conseguiu concluir em 12 anos de mandato, e mesmo assim não foi reconhecido pelo petismo, pelo contrário, tem sido enxovalhado esse tempo todo, mais nenhuma outra obra que Lula ou Dilma iniciou chegou ao fim, nem mesmo um simples “restaurante popular e um pequeno presídio” em Conquista com prefeito desde 1996 já tem mais de 4 anos que as obras estão paradas.

  3. “MANIQUEÍSMO UMA PINOIA”

    Ontem, li e reli o texto várias vezes e não entendi nada, só hoje com a cuca mais fria e me inteirando que diabos quer dizer “MANIQUEÍSMO”, e quem é o autor de um texto tão contraditório, cheguei a conclusão de que o deputado Alfredo Sirkis/PSB-RJ, não está se referindo ao ministro Joaquim Barbosa, para quem não sabe, assim como eu não sabia até ontem, “MANIQUEÍSMO, É UMA FILOSOFIA RELIGIOSA QUE DIVIDE O MUNDO ENTRE O BEM E O MAL, DEUS E DIABO”.

    Quem acompanhou o julgamento do MENSALÃO, sabe muito bem que o ministro Joaquim Barbosa, sempre explicava seus votos nos mínimos detalhes, e sempre se baseando na “CONSTITUIÇÃO BRASILEIRA, mesmo porque ele não teria nenhum êxito se bancasse o “MANIQUEÍSTA”.

    Agora me respondam uma coisa, quem parece mais um seguidor do “MANIQUEÍSMO”, ministro Barbosa ou a Marina Silva, ex fundadora do PT e vice na chapa de Eduardo Campos? talvez o deputado Sirkis quando elaborou o texto acima estivesse pensando exatamente em sua grande líder Marina Silva.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Newsletter

Fique Informado

Assine a newsletter e receba as notícias que você não pode perder diretamente no seu e-mail.
É rápido. É fácil. É de graça.

Siga-nos
Mais lidas
maio 2014
S T Q Q S S D
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031