INEMA: VICE-PREFEITO OUVE RECLAMAÇÃO DE PADRE

Vice-prefeito assiste missa em homenagem à padroeira de Inema. Imagem: Clodoaldo Ribeiro.
Vice-prefeito assiste missa em homenagem à padroeira de Inema. Imagem: Clodoaldo Ribeiro.

Na manhã desse domingo (11), em Inema, no final da missa em homenagem à Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, padroeira do distrito, o Padre Wellington Quaresma Lobo criticou o abandono da comunidade.

Segundo o pároco, a ambulância disponibilizada pela secretaria municipal de saúde não tem motorista. Quando uma pessoa necessita de atendimento urgente, os parentes são obrigados a procurar um condutor habilitado para fazer o transporte.

De acordo com o padre, um sepultamento realizado em Inema obriga os familiares do falecido (a) a pagar duzentos reais. A estrada que dá acesso ao distrito não passa por manutenção há muito tempo.

Numa atitude muito cordial, o padre fez questão de dizer que seu comentário não foi direcionado a nenhum dos candidatos presentes. Estavam lá Mário Alexandre (PSD), Nazal (Rede Sustentabilidade), Uaquim (PMDB) e Rodrigo Cardoso (PC do B).

O atual vice-prefeito de Ilhéus, Carlos Machado (Cacá Colchões – PP), também ouviu as críticas do padre.

Com a postura cordial, o pároco não quis causar desconforto a ninguém. Por outro lado, é claro que a manutenção da estrada, a taxa de sepultamento e o funcionamento da ambulância são de responsabilidade da prefeitura de Ilhéus.

Pimenteira

Posto de saúde de Pimenteira só tem médico a cada quinze dias.
Posto de saúde de Pimenteira só tem médico a cada quinze dias.

Inema e Pimenteira são as sedes distritais mais afastadas da zona urbana de Ilhéus. Para chegar nesses locais os motoristas têm que passar pelos territórios de dois municípios vizinhos, Itabuna e Itajuípe.

Nesse domingo, 11, os candidatos da coligação “Juntos pra cuidar de Ilhéus”, Marão (prefeito) e Nazal (vice-prefeito), constataram o descaso do governo atual com esses dois distritos.

Em Pimenteira (81 km de Ilhéus) apenas uma técnica de enfermagem trabalha diariamente no posto de saúde do local. A unidade não oferece o mínimo, como materiais de curativos. A médica designada pelo governo Jabes Ribeiro atende a comunidade quinzenalmente. “Não há dentista e quando uma pessoa passa mal a gente leva de carro para Itajuípe ou Coaraci. O frete do carro custa cento e vinte reais”, afirmou o aposentado Arlindo Fagundes dos Santos, de 67 anos.

Nazal, candidato a vice-prefeito, disse que pretende desenvolver um projeto para facilitar o trajeto Inema/Pimenteira/Ilhéus. “Por Banco do Pedro é possível percorrer 35 km para chegar a Inema. Essa estrada vicinal já existe. Ela corta algumas fazendas, mas no momento está em péssimas condições. Quando assumirmos a prefeitura vamos exigir que o Governo do Estado, em parceria com o município, viabilize e melhore essa estrada. Para chegar em Ilhéus os moradores de Inema ou Pimenteira gastam quarenta reais. Com essa estrada, vão gastar apenas R$ 2,80, tarifa do transporte coletivo em Ilhéus”.

Segundo Marão, candidato a prefeito, o abandono não afeta só Pimenteira e Inema. “Todos os distritos, vilas e povoados foram esquecidos. Os postos de saúde funcionam mal ou estão fechados. Na época da festa da padroeira de Inema, a estrada está quase intransitável. Isso é lamentável. Um desrespeito a esse povo guerreiro que não cansa de lutar. Quero ser prefeito para mudar essa realidade. Não poderei resolver tudo, mas saúde e estradas em boas condições são compromissos fáceis de resolver”, declarou Dr. Mário Alexandre.

Com informações da assessoria do PSD.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *