GOVERNO E ILHÉUS FORMALIZAM CONSÓRCIO PÚBLICO DE SAÚDE

Ilhéus formaliza Consórcio Público de Saúde em parceria com Governo do Estado. Imagens: Clodoaldo Ribeiro.

Nessa sexta-feira (19), o governador Rui Costa (PT) e o vice-prefeito de Ilhéus José Nazal (REDE) assinaram o protocolo de intenções dos Consórcios Públicos de Saúde das regiões de Itabuna e Ilhéus.

De acordo com o governo, os consórcios propõem um novo modelo de financiamento e gestão dos serviços de saúde. O objetivo é ampliar e descentralizar a assistência, ajudando a reequilibrar as finanças municipais. Vinte e uma cidades reuniram esforços para a formação desse novo modelo na Bahia.

O governador Rui Costa ressaltou a importância dessa união entre o Governo Estadual e Municipal. “Saúde é algo caro e difícil em qualquer lugar do mundo. Por isso, é necessário que Governo e municípios se unam para fazer essa força, atendendo melhor a população, indo além da atenção básica. Por isso, regionalizar a saúde é uma estratégia que se mostra eficaz em diversos países desenvolvidos espalhados pelo mundo. Estamos mudando o modo de fazer política pública de saúde na Bahia”.

Na oportunidade, o vice-prefeito José Nazal destacou os avanços que a área de Saúde vem conquistando em Ilhéus. “Em um curto espaço de tempo perceberemos uma melhora na saúde do nosso município. Temos a consciência que precisamos ter uma atenção básica que efetivamente funcione. A parceria entre Estado e Município vai fazer surgir um novo momento na saúde de Ilhéus”.

Diversos gestores participaram do ato de assinatura.

Já o secretário estadual da Saúde, Fábio Vilas Boas, fortaleceu o discurso de Rui Costa e disse ainda que o governador autorizou a transferência dos servidores públicos que atualmente trabalham no Hospital Regional Luiz Viana Filho para novas unidades de Pronto Atendimentos (PA) em Ilhéus. “As unidades serão implantadas no Bairro da Conquista e na zona sul com funcionamento 24 horas, realizando procedimentos clínicos e pequenas intervenções cirúrgicas, além das especialidades Pediatria e Ortopedia. Estes equipamentos serão fortalecidos com a chegada de mais profissionais médicos do Estado”.

No novo modelo, o Estado fica responsável pela construção e aquisição dos equipamentos das unidades, além de cofinanciar até 40% da manutenção, enquanto os municípios consorciados irão ratear o restante. Os consórcios vão ficar responsáveis pela gestão das 28 policlínicas que serão construídas pelo Governo do Estado, com até 13 especialidades, 32 serviços e equipamentos, como tomógrafos e aparelho de ressonância magnética, para rastreamento de câncer de mama e outros exames.



One response to “GOVERNO E ILHÉUS FORMALIZAM CONSÓRCIO PÚBLICO DE SAÚDE

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *