ROSEMBERG “ALFINETA” GOVERNO RUI COSTA AO DEFENDER O IRDEB

O deputado Rosemberg Pinto e os presidentes do PT-BA e do PSOL-BA, Everaldo Anunciação e Fabio Nogueira.

Na quarta-feira (31), o Blog do Gusmão acompanhou o lançamento do comitê em defesa da democracia em Ilhéus. O ato ocorreu n Tenda Teatro Popular de Ilhéus, que ficou lotada. Na mesa improvisada sobre o palco, representantes de movimentos sociais e partidos, como: Partido dos Trabalhadores (PT), Partido Socialismo Liberdade (PSOL) e Partido Comunista do Brasil (PC do B).

O deputado estadual Rosemberg Pinto (PT) compôs a mesa. Sentou-se ao lado do presidente do PT na Bahia, Everaldo Anunciação. Foi o antepenúltimo a falar, depois de mais de uma hora de discursos em defesa do direito do ex-presidente Lula disputar as eleições deste ano.

Segundo o parlamentar, além da mobilização a favor da democracia e da candidatura de Lula, essa é a hora das “reflexões” sobre os erros dos governos petistas, porque “em algum lugar nós erramos. Certamente nós erramos, porque a elite não perdoa em nenhum momento”.

Voltando-se para Everaldo, Rosemberg continuou seu discurso. “Nós precisamos fazer essa reflexão. Nós fizemos muito nos últimos anos, a partir do ex-presidente Lula. Mas será que nós não erramos em algum momento? Primeiro, é lógico que foi importante uma política de aliança para que a gente pudesse ganhar as eleições. […] Mas nós precisamos encontrar o momento de desmontar esse formato para que a gente possa implementar uma política que de fato possa dar sustentação a esse projeto que nós estamos hoje nas ruas tentando retomar”.

Em seguida, apresentou seu raciocínio sobre uma das consequências que atribui ao programa Luz para todos, do governo do ex-presidente Lula. “Nós botamos luz praticamente em quase todos os lugares. Com isso, nós botamos televisão em todas as casas, mas nós não construímos conteúdo para que as pessoas…”. [Nesse momento, os aplausos tornaram o discurso de Rosemberg inaudível, o que revelou a identificação provocada por sua ideia, mesmo ainda incompleta. A conclusão veio na sequência.] “Nós botamos na nossa casa o instrumento para a elite formar a opinião em cima dos nossos filhos, das nossas famílias e das nossas pessoas, e com sucesso”.

Ou seja, para o deputado, um dos erros das gestões petistas foi não investir o suficiente na produção de conteúdo para rivalizar com os formadores de opinião da “elite”.

Rosemberg insistiu no tema da produção de conteúdo e deu uma “alfinetada” no governo Rui Costa. Ainda se dirigindo ao presidente estadual do PT, traçou um paralelo entre o investimento do Governo do Estado no Carnaval de Salvador e as dificuldades financeiras do Instituto de Radiodifusão Educativa da Bahia (IRDEB), autarquia ligada à Secretaria de Cultura do Estado. “Ainda ontem eu vi o governador Rui Costa, Everaldo, fazer o lançamento do Carnaval de Salvador. [Ele] disse que estava investindo setenta milhões de reais no Carnaval de Salvador. É importante? É importante o Carnaval de Salvador. Mas eu vi, do meu lado, o superintendente do IRDEB dizer que não vai ter condição de sustentar o IRDEB, que constrói conteúdo para o Governo do Estado, por falta de pessoal. E ele dizia: ‘dois milhões resolvem o meu problema por dois anos’. E nós estamos gastando 70 milhões no Carnaval de Salvador, e não estamos olhando a prioridade, do ponto de vista de dialogar com os segmentos da sociedade, [porque] a TVE faz isso diariamente com a construção de conteúdo de abnegadas e abnegados que estão lá todos os dias”.

No dia seguinte, na abertura dos trabalhos da Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA), Rosemberg afirmou que Rui Costa é o melhor governador do Brasil. Após o discurso de Rui, talvez tenha tido a oportunidade de explicar a situação do IRDEB ao companheiro de sigla.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *