Exclusivo. Conheça a teia de Bento Lima na Prefeitura de Ilhéus; secretário indicou ex-estagiários para ocupar cargos importantes

Bento Lima.

Em primeira mão.

O Blog do Gusmão conseguiu mapear a teia do todo poderoso Bento Lima no poder executivo ilheense.

Constatamos que o secretário municipal de gestão e tecnologia trouxe do escritório de advocacia do qual era associado em 2017 (Harrison Leite Associados), quatro ex-estagiários e atuais advogados com pouca prática jurídica e quase nenhuma experiência na área governamental para ocupar cargos relevantes na Prefeitura de Ilhéus.

De forma articulada, Bento Lima colocou parceiros em cargos estratégicos por onde passam contratos relevantes para a população do município.

Gustavo Aurélio Seara Niella, 28 anos, ocupa o cargo de diretor da receita municipal cujo salário é de seis mil cento e cinquenta reais. Niella foi admitido em 03/01/2017 e apesar da pouca idade e quase nenhuma experiência na área tributária, ocupa a função por ser amigo pessoal de Bento Lima. Ele estagiou no escritório em que o secretário era sócio.

Gustavo Niella.

Luiz Pereira de Castro filho, de 38 anos, ocupa o cargo de gerente de recursos humanos e ganha cinco mil e seiscentos reais. Foi admitido em 02/01/2017 e é mais um advogado amigo de Bento que começou como estagiário do escritório Harrinson Leite Advogados.

Luiz Pereira de Castro Filho.
José Armando.

No dia 13/11/2018, Bento Lima agraciou mais um ex-estagiário e advogado para também integrar a equipe do executivo municipal. Conseguiu que o prefeito nomeasse José Armando Rossi Monteiro Silva, 26 anos, para desempenhar a função de assessor do procurador geral do município de Ilhéus, Jefferson Domingues, que também é amigo pessoal de Bento. No cargo, o ex-estagiário ganha cinco mil e seiscentos reais.

Sergio da Silva Souza, 34 anos, é outro bacharel em direito que foi convidado por Bento Lima para compor a sua equipe de trabalho. Foi incorporado em 02/02/2019, inicialmente como chefe de setor da antiga Secretaria de Administração e recebia salário de dois mil e quatrocentos reais.

Dez meses após a primeira nomeação, como aconteceu como outros parceiros, Sérgio foi promovido a assessor pessoal do próprio Bento na atual Secretaria Municipal de Gestão e Tecnologia, passando a receber o salário de quatro mil e quinhentos reais.

Segundo servidores da PMI, desde janeiro de 2020, Sérgio tem atuado como secretário de fato da Secretaria de Gestão, já que Bento Lima raramente é visto na Prefeitura por motivo que desconhecemos.

Sergio da Silva Souza.

Vale a pena lembrar que Bento Lima foi indiciado pela Policia Federal por assinar como testemunha um contrato de compra e venda, supostamente falso, de um veículo usado pelo ex-prefeito de Ibicaraí, Lenildo Santana (PT). A investigação prossegue e não há, até o momento, nenhuma decisão do poder judiciário que desabone a conduta do secretário.

Em outras publicações, vamos revelar mais pessoas que fazem parte da teia de Bento Lima na Prefeitura de Ilhéus.

Solicitamos do secretário municipal de comunicação, Mauro Alves, uma resposta da Prefeitura de Ilhéus sobre os fatos revelados nesta reportagem.

Até a publicação, não tivemos retorno.

Atualizado às 12h59min., de 20/03/2021.

Em contato com o BG em agosto de 2020, Sérgio Souza afirmou que não foi estagiário do escritório Harrison Leite Associados. Ele disse que encaminharia uma declaração do escritório, mas não enviou.



One response to “Exclusivo. Conheça a teia de Bento Lima na Prefeitura de Ilhéus; secretário indicou ex-estagiários para ocupar cargos importantes

  1. Coisa absurda e revoltante. O atual prefeito colocou dezenas de pais de famílias, alguns com mais de trinta anos no serviço público municipal e, em contra partida, emprega os seus os dos seus puxa sacos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *