Faculdade Madre Thaís discute ensino híbrido em Encontro Pedagógico

Faculdade Madre Thais – Jonildo Glória.

“Ensino híbrido: a realidade atual e pós pandemia” é o tema do Encontro Pedagógico 2021.1, da Faculdade Madre Thaís (FMT). O evento envolvendo todos os profissionais da instituição de ensino superior será virtual, com inicio às 19 horas desta terça 26 e encerramento quinta-feira (28).

De acordo com a diretora Acadêmica da FMT, professora Tatiana Barcelos, terça-feira (26) está reservado para as reuniões dos colegiados dos cursos. Quarta-feira(27) serão realizadas conferências e rodas de conversas abordando Ensino Híbrido, competências socioeconomicas e metodologias ativas Ateliê didático: Metodologias Ativas com uso de tecnologias digitais da informação e comunicação, mediada pela professora Silvana Ferreira da Silva. No dia seguinte “Protocolo de Biossegurança para Retorno das Atividades Presenciais” será destacado com a professora Camila Mansini.

A diretora da FMT ressalta que “o ensino híbrido como um método pedagógico que integra os pontos fortes do ambiente de sala de aula e as atividades de aprendizagem na Internet no ambiente de aprendizagem virtual. A professora Tatiana aponta o pesquisador José Manoel Moran Costas para quem “a educação sempre combinou diversos espaços, tempos, públicos, atividades e metodologias. Na educação, acontecem vários tipos de mistura, blended ou educação híbrida: de saberes e valores, quando integramos várias áreas do conhecimento (no modelo disciplinar ou não); de metodologias, com desafios, atividades, projetos, games, grupais e individuais, colaborativos e personalizados.”

Para a professora Tatiana Barcelos ressalta que “o ensino híbrido é uma metodologia eficaz a ser explorada pelas instituições de ensino e estimuladas a seus professores, uma vez que foi evidenciado em diversos estudos a validade dos resultados obtidos pelos alunos por meio dessa estratégia metodológica. Além de que o ensino híbrido colabora na relação aluno-professor, assim como estimula a autoaprendizagem e autonomia.”

A diretora Acadêmica da FMT realça que “após esse longo período trabalhando apenas com aulas online, torna-se necessário iniciar uma retomada gradual das atividades presenciais, possibilitar o encontro entre as pessoas, conversar, desenvolver experiências em laboratórios com supervisões mais diretas, etc. Foi possível perceber nesse período que as aulas online também conseguem atender o processo de formação, descobrimos também que existem laboratórios virtuais que possibilitam grande aprendizagem e segurança.”

“Portanto é possível integrar essas duas possibilidades de forma que faça sentido, e ao mesmo tempo atenda aos nossos estudantes. É fundamental buscar possibilidades de desenhar experiências de atividades ativas, engajadoras e significativas nesses contextos flexíveis,” conclui a professora Tatiana.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *