Ilhéus: Jamil Ocké e Kácio Brandão sofrem nova derrota na Justiça

Jamil e Kácio.

O ex-secretário de Assistência Social de Ilhéus, Jamil Chagouri Ocké, e o ex-diretor da mesma pasta, Kácio Clay Silva Brandão, tiveram nova derrota na Justiça. Em decisão na segunda-feira (7), o Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) rejeitou recurso dos dois que pediam a anulação da sentença que os condenou pelos crimes fraude em licitação, associação criminosa e falsidade ideológica.

Jamil Ocké e Kácio Clay foram acusados de fraudar licitações no período entre 2013 e 2016 (no último governo do ex-prefeito Jabes Ribeiro) e chegaram a ser presos na Operação Citrus, comandado pelo Ministério Público do Estado (MP-BA) e deflagrada em março de 2017. Jamil foi condenado a nove anos prisão, enquanto Enoch Andrade foi sentenciado em 11 anos e 11 meses.

Além de Jamil Ocké e Kácio Klay, o esquema tinha também a participação de Raimundo Borges, que era gestor do fundo de assistência social do município. A trama ainda tinha um núcleo empresarial formado pelo empresário Enoch Andrade e outras quatro pessoas ligadas a ele.

Em fevereiro deste ano, Jamil Ocké e Kácio Clay também tiveram recurso negado pelo TJ-BA. Todos os réus respondem aos processos em liberdade.

*Com informações do Bahia Noticias.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *