Com menos homicídios por ano, Barreiras tem mais estrutura para investigação do que Ilhéus

7ª COORPIN em Ilhéus e 11ª COORPIN em Barreiras.

Com população estimada em 159 mil habitantes, por ano Ilhéus registra 80 homicídios consumados e 70 tentativas em média.

Apesar do número expressivo, Ilhéus não possui uma delegacia específica para investigação desse tipo de crime. A tarefa fica a cargo de uma equipe bem enxuta que forma o Núcleo de Homicídios da 7ª COORPIN, com um só delegado.

Vale a pena comparar o exemplo de Ilhéus, um polo de turismo da Bahia, com o de Barreiras. A população estimada do município do oeste baiano é quase a mesma (3 mil a menos) e o número de homicídios equivale à metade dos casos de Ilhéus. Mesmo assim, Barreiras já possui uma delegacia específica para investigação desse tipo de crime, com dois delegados e mais agentes.

O quadro deficitário gera elevado nível de estresse entre os agentes do Núcleo de Homicídios da 7ª COORPIN. Sobrecarregados, os policiais atrasam, involuntariamente, a conclusão das investigações.

A Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP-BA) está informada sobre o problema, mas ainda não tomou nenhuma providência.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *