Se Marão e Soane morassem na Urbis, os coqueiros carregados não ameaçariam pedestres

Notinhas.

Coqueiros do Eixo Principal estão cheios. Foto: BG.

A possibilidade de uma pessoa ter a cabeça atingida por um coco é mínima, mas acontece.

Especialistas em arborização urbana desaconselham o plantio de coqueiros em áreas movimentadas.

Há cerca de 10 anos, uma mulher que morava no bairro Hernani Sá (Urbis) sentiu o impacto de um coco quando andava no Eixo Principal. Ela teve traumatismo craniano e faleceu após alguns dias.

Coqueiros carregados do Eixo Principal ameaçam pedestres. Foto> BG.

Apesar do acontecimento trágico, volta e meia os coqueiros da Urbis ficam carregados e não recebem a devida manutenção da prefeitura.

É o que acontece no momento. Há muitos cocos no alto à espera da força gravitacional e do azar alheio. Quem costuma fazer caminhadas no Eixo deve ter bastante atenção.

A prefeitura, que sequer consegue coletar o lixo, não tem pressa já que prefeito e a primeira-dama pré-candidata moram em outro lugar.



One response to “Se Marão e Soane morassem na Urbis, os coqueiros carregados não ameaçariam pedestres

  1. Concordo plenamente com o alerta. E Extremamente arriscado caminhar no eixo principal. Espero que este aterta seja ouvido pela secretaria responsável.
    E importante também, o apoio da associação de moradores, para que seja feita o quanto antes a retirada definitiva dos coqueiros e substituída por árvores mais adequadas ao fluxo de pessoas no local.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *