Denúncia contra enfermeira do Pontal deve ser debatida sem precipitações

Foto: Carboneraetomazini/reprodução.

A denúncia de um casal, incluindo uma gestante, contra uma enfermeira do Posto de Saúde Herval Soledade (Pontal) deve ser tratada com muito cuidado pelos tribunais da internet, os mesmos que fazem julgamentos precipitados nas redes sociais.

O caso tem recebido cobertura jornalística adequada do repórter Rans Spectro, do site Ilhéus 24 horas.

O BG acrescenta algumas informações.

Servidores municipais da saúde, de unidades distintas, nos disseram que o marido da gestante costuma tratar os trabalhadores de maneira intimidatória, ríspida e com elevação da voz.

Por outro lado, a profissional de enfermagem denunciada é considerada calma, educada e de conduta exemplar.

Como nos disse certa vez um juiz de Direito, “só cabe a Deus policiar consciências”, por isso, não podemos afirmar que uma pessoa normalmente tranquila sempre age dessa forma. Também é impossível garantir que uma pessoa às vezes ríspida não possa agir diferente, sobretudo, por fazer companhia à esposa grávida e sensível. Daí a necessidade de que o caso seja investigado pela Polícia Civil.

Há legislação federal que garante a presença do companheiro da gestante nas consultas de pré-natal, contudo, estamos num período de excepcionalidades, de crise sanitária, em que os municípios têm autonomia para determinar o modo de realização dos procedimentos. Várias adequações ocorreram para garantir a segurança dos profissionais de saúde, tão sacrificados neste período de pandemia.



3 responses to “Denúncia contra enfermeira do Pontal deve ser debatida sem precipitações

  1. Andam falando tb que o senhor Gusmão dono deste blog tem relação de amizade com essa enfermeira,deve ser por isso que essa matéria tenta incriminar o esposo da vítima dando a entender que ele é grosso e a enfermeira educada,colocando de lado o constrangimento de uma gestante que foi maltratada,ouvi dizer tb seu Gusmão que a tal enfermeira amiga de sua pessoa já teve problemas em outros lugares…vx como jornalista deveria ser imparcial…Matéria ridícula…agora eu só ouvir falar…

    Editor responde.

    O BG não tem relação de amizade com a enfermeira. Sequer a conhecemos. O que foi publicado está baseado em relatos de servidores, de unidades de saúde diferentes, à nossa reportagem.

    Esperamos que haja investigação, pois só assim saberemos como tudo aconteceu.

  2. Investiga mesmo pois nesse posto de saude todo mundo tem a cara de ** tratam as pessoas com desigualdade parecendo que nós estamos implorando pra ser atendido tem enfermeira lá que realmente parece que vai trabalhar forçada posto do pontal deve ser reformulado, aproveitando a deixa e vou falar ALO MARÃO MANDA TIRAR O LIXO DO PONTAL MEU IRMÃO JA BASTA SEUS FUNCIONARIOS AQUI DESSE POSTO DEIXA A CTA PRA LA TEM TANTA EMPRESA BOA AI OU VC E CEGO??? SU CASA TA CHEIROSA NE? ENTAO FACA JUZ AO SEU BORDÃO ” QUEM AMA CUIDA ” [email protected]%!^&&.

  3. Não tô entendendo … Não foram os ilheenses que escolheram Mário ao invés de Cacá ??? Reclamando do que mesmo ?? Agora aguenta !!!!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *