Curso de Enfermagem da Faculdade Madre Thaís aponta crescimento do mercado de trabalho

Foto: ASCOM-Madre Thaís.

A área de Enfermagem vem experimentando um crescimento em seu mercado de trabalho, além de outros critérios importantes na hora de escolher um curso superior. A empregabilidade é um dos critérios que têm mais peso, afinal de contas, o sonho de quem faz um curso de nível superior é conquistar um emprego e se consolidar na carreira em que se formou.

Atualmente o Brasil reúne a maior força de trabalho do planeta, com 2.368.089 profissionais de saúde, sendo 575.704 enfermeiros e 1.379.504 técnicos de enfermagem. Desde o início da pandemia, a enfermagem vem sendo treinada e adaptada aos novos padrões de assistência. A gravidade da Covid-19, juntamente com o alto número de infectados, fez com que a saúde entrasse em uma força tarefa atuante nas emergências e na terapia intensiva.

Nesse sentido, o Curso de Enfermagem da Faculdade Madre Thaís (FMT)  atendeu ao chamado para atuar na linha de frente do enfrentamento à Covid-19 e atuou na rede de cuidados nos setores da saúde pública e suplementar participando e realizando de forma efetiva treinamentos intensos em todas as suas áreas de atuação.

Foto: ASCOM-Madre Thaís.

Os alunos do curso de Enfermagem da FMT dos últimos semestres participaram ativamente dos atendimentos do centro de testagem e acolhimento e hospital de campanha localizados no Centro de Convenções de Ilhéus. Através do Programa Brasil Conta Comigo, implantado pelo Ministério da Saúde, o objetivo é otimizar a disponibilização de serviços de saúde no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS) para contenção da pandemia do coronavírus de forma integrada com as atividades de graduação na área da saúde.

A professora Andréa Dickie de Almeida Nogueira, coordenadora do curso de Enfermagem, explica que “as medidas previstas nesta ação estratégica foram executadas enquanto perdurou todo o estado de emergência de saúde pública decorrente do Covid-19. No programa trabalharam 18 alunos da FMT nos atendimentos mais diversos, desde a testagem até o tratamento intensivo e após as suas formaturas 50% deles permaneceram no local como funcionários. As aulas presenciais e práticas da FMT assim como as ações estratégicas de formação fazem toda diferença na formação de um profissional seguro e apto para o trabalho,” explica a coordenadora.

“A pandemia perdura, porém a cada dia os números de casos de Covid-19 diminuem e aumentam o número de habitantes imunizados, sendo a enfermagem mais uma vez linha de frente na imunização da pandemia,” conclui a professora Andréa Dickie Nogueira.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *