Praias do Cristo e do Sul apresentam contaminação por fezes; banho de mar não é recomendado nesse domingo (17)

Praia do Cristo está imprópria para banho nesse domingo (17). (imagem: reprodução \ internet)

De acordo com o Boletim de Balneabilidade do Inema (Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos), publicado na sexta-feira (17), as praias do Cristo (próximo a barraca Point do Conde Badaró) e do Sul (em frente as barracas, KM 0, em direção ao aeroporto), em Ilhéus, estão impróprias para banho de mar nesse domingo (17).

O motivo seria a presença considerável de bactérias oriundas de fezes humanas e/ou animais. É possível que a contaminação tenha ocorrido por contato com esgoto nessas localidades.

Ainda de acordo com o Boletim outras praias apresentam coliformes fecais na cidade. São elas: Marciano (próximo ao Bar Litrão), Malhado (próximo a escultura da sereia) e Opaba (próximo a barraca Brilho do Luau).



One response to “Praias do Cristo e do Sul apresentam contaminação por fezes; banho de mar não é recomendado nesse domingo (17)

  1. Tudo isso pela presença maciça de colônias de coliformes fecais proliferando nessas águas que deveriam ser puras. Em plena era da tecnologia o mar e rios continuam sendo o local mais acessível para a função de “quarto de despejo” (excrementos humanos = esgotos e lixo comercial e residencial). Se continuara assim, em breve esses locais outrora aprazíveis atrativos turístico e lazer da população estarão literalmente transformados em baia cloaca e as praias interditadas aos seres humanos pela presença maciça de um terrível infectante de origem fecal a Escherichia coli. Por ande anda a administração pública municipal. Eu responderia, mas nesse momento “é mio cala”. Quem vai meter a colher nesse caldo de cocô?
    Há pouco tempo falei sobre isso no Face Book e logo apareceu alguém para minimizar a perigosa qualidade da sopa servida gratuitamente nas águas d Baía do Pontal e praias de Ilhéus. Bebo não. Esse mar que aí está nada tem a ver com aquele que aqui encontrei quando aqui cheguei a sessenta e três anos passados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *