“A morte de Ruy deixa uma lacuna imensa de caráter e retidão na cidade”, comenta José Nazal

O fotógrafo e ex-vice-prefeito de Ilhéus, José Nazal, comentou a morte do médico Dr. Ruy Carvalho, falecido ontem (terça, 28) e sepultado na tarde dessa quarta-feira (29).

Amigos de mais de cinco décadas, Nazal revelou que ficou ainda mais próximo de Ruy nos últimos seis anos, especialmente após o fotógrafo ser eleito vice-prefeito, em 2016. “A gente se falava toda semana, às vezes, mais de uma vez”, relembra. O último contato entre os dois ocorreu no início do mês, antes da internação do médico no dia 11.

De acordo com Nazal, Ruy foi um grande crítico de seu mandato no executivo. “Me cobrava, mas sabia reconhecer”, afirmou.

Para José Nazal, a morte de Ruy Carvalho “deixa uma lacuna imensa na cidade, no que se refere às pessoas com retidão de conduta e caráter; o ideal sempre na frente dos interesses pessoais, o ideal do bem comum, da boa convivência”.

Nazal lembra que, como homem público, Ruy teve grandes ações de serviço na cidade, desde quando atuou como secretário municipal de saúde no primeiro governo de Jabes Ribeiro e foi diretor do antigo Hospital Regional Luis Viana Filho.

“Ilhéus perde um digno filho. O mundo perde um grande cidadão”, lamenta Nazal.

 

 



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *