Estudantes da UESC fundam Empresa Júnior no curso de Direito

Diretoria executiva da Empresa Junior.

A Empresa Júnior é a primeira do ramo a atuar na área de Ciências Jurídicas na região sul da Bahia.

Na tarde do dia 25 de março de 2021, através da plataforma de reuniões em vídeo Zoom, ocorreu a Assembleia de Fundação da Patrono Assessoria e Consultoria Júnior, empresa júnior do curso de Direito da Universidade Estadual de Santa Cruz, em Ilhéus/BA.

Estiveram presentes os membros fundadores, o professor Otávio Augustus Carmo  representando o Colegiado de Direito da UESC, o Presidente Executivo do Núcleo das Empresas Juniores Elementar e demais convidados para a sessão, onde foi deliberada a aprovação do Estatuto Social, o Regimento Interno e realizada a eleição da Diretoria Executiva.

Professor Otávio Augustus Carmo.

O projeto de extensão  é fruto da mobilização estudantil em busca da fundação da Empresa Júnior (EJ),  voltada para o intercâmbio entre a ciência e  a teoria jurídica e sua aplicação na dinâmica social e econômica na UESC. A EJ é uma organização civil sem fins lucrativos gerenciada por discentes matriculados na Instituição de Ensino Superior, sob a orientação de professores universitários especializados do Departamento de Ciências Jurídicas (DCJUR).

A implementação da Empresa Júnior no Curso de Direito surge do desejo de difundir a visão empreendedora dentro da universidade, prestando serviços de registro de marca, acordos, pareceres jurídicos e assessoria e consultoria jurídica como um todo à sociedade com um custo abaixo do valor do mercado para atividades análogas. O projeto pretende também desenvolver eventos interdisciplinares, possibilitando a utilização de conhecimentos teóricos adquiridos pelos estudantes na sala de aula, assim como preparar os discentes para o mercado de trabalho e ambiente profissional.

Professor José Cairo Junior.

“Participar da fundação da Patrono é um momento muito importante para mim, ainda mais sendo graduando no curso de Direito da UESC. É um ambiente que fomenta a inserção dos acadêmicos na prática da consultoria jurídica, além de proporcionar uma conexão maior da Universidade com a nossa comunidade acadêmica.” -Gleidson Santos, Diretor Presidente da Patrono Jr.

 “A fundação da empresa júnior de Direito representa um grande avanço para a UESC, para a região do sul da Bahia e para a comunidade acadêmica, pois a partir desse empreendimento será possível oferecer serviços jurídicos de qualidade a um custo mais acessível à população, estimular a inovação, liderança e protagonismo do estudante de Direito, preparar o acadêmico para o ambiente profissional, bem como viabilizar a aplicação do conhecimento acadêmico na prática. É uma grande honra para mim participar da fundação da Patrono Jr. e ser parte dessa empresa de grande potencialidade.” -Ébano Cerqueira, Diretor Vice-Presidente da Patrono Jr.

 “Sob o ponto de vista da formação acadêmica dos discentes,  o projeto busca desenvolver habilidades no uso dos instrumento jurídicos e uma  leitura sistêmica do ambiente institucional que molda as relações sociais e econômicas, como meios para  construção das soluções  mais eficientes e justas para os conflitos.” -Otávio Augustus Carmo, Professor Coordenador. Integra também a coordenação do projeto o Professor José Cairo Junior.

 A iniciativa acadêmica  reforça o compromisso da UESC com a formação do estudante, a extensão universitária e o retorno social do conhecimento produzido na Universidade, bem como o pioneirismo da fundação de uma EJ do campo jurídico inserida na região do sul da Bahia diante da já existência de outras EJ na Região, inclusive na UESC, embora não do curso de Direito.

A equipe de discentes do projeto é composta por: Gleidson Santos, Diretor Presidente e Diretor de Marketing; Ébano Cerqueira, Vice-Presidente; Maria de Fátima Carvalho, Diretora Administrativa-Financeira; Iago Silva, Diretor de Projetos; Anna Julia Paixão, Diretora Comercial & Raquel Pirchiner, Diretora de Gestão de Pessoas.

 Sobre o Movimento Empresa Júnior

 Diante da necessidade de complementar os conhecimentos obtidos em sala de aula de forma prática, a ideia do Movimento Empresa Júnior nas Universidades toma forma a partir do ano de 1967, com a fundação da primeira Empresa Júnior (EJ) pelos alunos da L’École Supérieure des Sciences Economiques et Commerciales (ESSEC), em Paris, na França. Com o objetivo de promover dentro do ambiente acadêmico a vivência empresarial, o espaço de concretização da Empresa Júnior, ao ser gerido pelos próprios membros, permite que o universitário tenha contato com a realidade de sua área de formação antes mesmo da conclusão de seu respectivo Curso.

A partir disso, o Movimento Empresa Júnior se espalhou por diversos países, e, no Brasil, seu conceito chega em 1987, através de João Carlos Chaves, diretor da Câmara de Comércio Franco-Brasileira. A primeira Empresa Júnior criada em solo brasileiro foi a EJFGV, pela Fundação Getúlio Vargas em 1989, e, desde então, originaram-se centenas dessas instituições pelo Brasil em diversas áreas de conhecimento, inclusive no campo jurídico.

Em 2003, é fundada a Brasil Júnior (Confederação Brasileira de Empresas Juniores), órgão máximo de representação das EJs. Em 2016, a criação e organização das EJs foram disciplinadas em lei (BRASIL, 2016). Atualmente, o Movimento Empresa Júnior tem mais de 30 anos no Brasil e é formado por mais 900 empresas juniores, representadas por 27 federações confederadas no Brasil Júnior. São mais de 22000 universitários provenientes de mais de 110 instituições de ensino espalhadas por todo o Brasil, que realizam cerca de 17000 projetos ao ano, com um faturamento total acima de 23 milhões de reais ao ano, atuando com resultados positivos para os diferentes agentes envolvidos (BRASIL JÚNIOR, 2019).

Acompanhe as redes sociais da Patrono Jr: https://www.instagram.com/patronojr/



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *