Robert Magno, assassinado na Boca da Barra, foi esmagado pelos inimigos; PM ouvido pelo BG comenta fracasso do governo do estado na área e trabalho salvador das igrejas evangélicas

 

Inimigos trucidaram Robert. Foto: Facebook/reprodução.

Quanto mais cruel for a morte do inimigo, mais pesado será o troféu. Infelizmente, este é um dos lemas dos confrontos entre traficantes de drogas.

O assassinato brutal de Robert Santos Magno (27 anos), na última terça-feira (7), seguiu essa motivação. O atentado fez outras vítimas não fatais (leia aqui).

Segundo a Polícia Civil, os assassinos de Robert chegaram à praia de carro e atirando. Quando perceberam que o inimigo tombou após ser baleado com vários tiros, usaram o veículo para atropelá-lo. O corpo de Robert ficou preso, e por isso, foi arrastado por cerca de 80 metros.

A vítima tinha passagens pela delegacia por envolvimento com o tráfico de drogas, incluindo uma acusação de homicídio que sempre negou.

Mortes de jovens são consequências dos fracassos

Policial militar de alta patente ouvido pelo BG, que prefere não ser identificado, afirma que a política de segurança pública da Bahia acumula fracassos há muitas décadas. As iniciativas do governo do estado, nessa área, seguem o lugar comum “da compra de armas, concursos para a PM e aquisição de viaturas”.

(mais…)

Com menos homicídios por ano, Barreiras tem mais estrutura para investigação do que Ilhéus

7ª COORPIN em Ilhéus e 11ª COORPIN em Barreiras.

Com população estimada em 159 mil habitantes, por ano Ilhéus registra 80 homicídios consumados e 70 tentativas em média.

Apesar do número expressivo, Ilhéus não possui uma delegacia específica para investigação desse tipo de crime. A tarefa fica a cargo de uma equipe bem enxuta que forma o Núcleo de Homicídios da 7ª COORPIN, com um só delegado.

(mais…)

Por não conseguir definir local, Ilhéus perdeu R$ 40 milhões para construção do novo presídio

Da Ascom\Câmara de Ilhéus:

A indefinição, atribuída à resistência de setores da sociedade organizada a algumas áreas sugeridas pelo município para a construção do novo presídio de Ilhéus, custou a perda de recursos no valor de 40 milhões de reais para consolidar o investimento. Como não houve acordo e o dinheiro que estava disponibilizado não poderia mais esperar, o município de Senhor do Bonfim foi mais rápido, definiu terreno, aprovou projeto e vai ganhar uma moderna unidade prisional nos próximos meses.

(mais…)

SSP elabora termo de referência sobre contratação de câmeras corporais

SSP elabora termo de referência sobre contratação de câmeras corporais.

A Secretaria da Segurança Pública elabora um Termo de Referência para possível uso de câmeras corporais acopladas em fardas de policiais militares, civis e bombeiros militares do estado. A tecnologia já foi testada pela pasta em eventos de grande porte, em 2018 e 2020, e poderá dar suporte em operações, investigações e ações de salvamento e resgate.

O Grupo de Trabalho formado por integrantes das forças de segurança voltará a se reunir na próxima  sexta-feira (28), para analisar os dados. A iniciativa visa resguardar e tornar transparente as ações dos integrantes da segurança pública no dia a dia com a sociedade.
(mais…)

Delegados se manifestam sobre as denúncias contra o ex-secretário Maurício Barbosa

Maurício Barbosa, ex-secretário de segurança pública da Bahia. Imagem: Secom-GOVBA.

Após a deflagração da operação policial denominada “Faroeste”, visando desarticular grupo criminoso enraizado no Tribunal de Justiça da Bahia(TJBA) e na Secretaria de Segurança Pública (SSP) do estado, os delegados da Bahia parabenizam a atuação do Superior Tribunal de Justiça (STJ), do Ministério Público Federal (MPF) e da Policia Federal pela condução de todo o trabalho investigativo que acabou por descortinar facção criminosa instalada no seio de instituições destinadas à defesa da sociedade.

A ADPEB desde 2011 denuncia o ardiloso mecanismo estabelecido no âmbito da SSP para controlar todas as investigações criminais sigilosas produzidas pela Policia Civil da Bahia (PCBA). Em 2016, em assembleia geral, onde houve participação maciça da categoria, inúmeras denúncias sobre os desmandos que ocorriam no âmbito da secretaria foram feitas, apontando-se para a sua finalidade política, sob os auspícios de Mauricio Telles Barbosa e seus asseclas, demonstrado através do controle de operações, antecipação de investigações, manipulação de dados obtidos no bojo de interceptação telefônica, conhecimento prévio de quebra de sigilo bancário e fiscal, bem como situações de vazamento desses conteúdos.

O ex-secretário Mauricio Teles Barbosa montou o maior esquema de controle de dados sigilosos do Brasil para benefício próprio e do grupo político e empresarial que representa, não medindo esforços para afastar e transferir neste intento, delegados que não concordavam com suas práticas na empreitada criminosa.

(mais…)

Carnaval do Hernani Sá é mantido mesmo com poucos policiais militares

Eixo coletor do bairro Hernani Sá, local onde vai acontecer a festa. Foto: Google.

Mesmo com advertência da Polícia Militar de que não conseguiria oferecer número suficiente de policiais, a Associação de Moradores do Hernani Sá e a Prefeitura de Ilhéus mantiveram o carnaval no bairro.

O comando local da PM advertiu por meio de ofício que o contingente à disposição não poderá garantir segurança aos foliões.

Após interferência do subcomando da PM, motivado por um pedido da prefeitura, foi disponibilizado um efetivo distante do ideal.

Apesar do aviso, o Carnaval do bairro Hernani Sá está previsto para começar hoje.

Ontem o BG informou que a Polícia Civil adotou a operação “Legalidade”, que está recomendando aos policias que não saiam às ruas com equipamentos de proteção individual (EPIs) vencidos e com viaturas em estado de conservação precário.

Atualizado às 10h30.

De acordo com o secretário municipal de turismo, Fábio Júnior, a segurança dos foliões será reforçada com apoio da Guarda Civil Municipal, do grupo Tático Ostensivo Rodoviário (TOR) e da RONDESP (ambos da PM).

Crise das polícias chegou a Ilhéus; policiais civis não aceitam dirigir viaturas com pneus “carecas”

Viaturas não oferecem condições de trabalho. Foto: Portal Abrantes.

Policiais civis de Ilhéus iniciaram um movimento de protesto às condições inadequadas de trabalho.

As equipes se negam a fazer diligências em viaturas com pneus “carecas”, não querem utilizar munições vencidas, carros sem revisão e coletes à prova de balas com prazo expirado.

A operação identificada como “Legalidade” tem cobrado do governo de Rui Costa respeito e cumprimento da legislação referente à qualidade dos equipamentos de proteção individual (EPIs) usados pelos policiais.

Segundo informações, a operação tem causado lentidão no cotidiano da 7ª Coorpin e demais delegacias. Investigações e demais procedimentos estão sendo protelados.

Secretaria da Segurança Pública da Bahia desmente falsas acusações levantadas por vídeo de origem duvidosa

Maurício Teles Barbosa, secretário de segurança pública da Bahia. Imagem: Secom-GOVBA.

O secretário da Segurança Pública da Bahia, Maurício Barbosa, rechaçou as acusações feitas a partir de um vídeo que circula na Internet, onde um corpo é apresentado como se fosse do miliciano Adriano da Nóbrega, morto em confronto. Segundo o secretário, “a Secretaria da Segurança Pública da Bahia vai continuar com aquilo que nós começamos a fazer desde antes mesmo do dia do fato, que é o auxílio que nós prestamos à operação do Rio de Janeiro. [Vamos], agir com a máxima transparência, com a máxima intenção de ajudar instituições como o Ministério Público e a Justiça, e não trazer confusões e nem teorias políticas a respeito de um trabalho eminentemente policial”.

Barbosa destacou que o vídeo divulgado nas redes não é reconhecido como autêntico pela perícia baiana ou pela perícia do Rio de Janeiro. “As imagens não foram feitas nas instalações oficiais do instituto médico legal. Então nós temos a clara convicção de que isso é para trazer algum tipo de dúvida, de questionamento, a um trabalho que ainda não foi concluído. Eu reforço aqui o posicionamento das nossas instituições, a transparência com que estamos agindo e não vamos deixar que, por uma questão política, ou por qualquer outro motivo, qualquer outro interesse que esteja por trás disso tudo, venham trazer qualquer tipo de questionamento prévio, sem antes termos a conclusão da nossa investigação, das nossas perícias, e que o Ministério Público e a Justiça se posicionem quanto a isso”.

O secretário também ressaltou a necessidade de se resguardar a honra da instituições, Polícia Militar e do Instituto de Perícia Técnica, que vêm fazendo o respectivo trabalho. “Nós temos ainda um prazo para concluir a nossa investigação. Nós fomos instados a comentar o resultado da perícia, e foi claramente indicado pelo perito que não havia sinais de execução, nem sinais de tortura no corpo que foi avaliado”. Segundo ele, ainda há outras perícias a serem realizadas e outras pessoas estão sendo ouvidas pela autoridade policial. “O que nós queremos é dar continuidade ao trabalho sério de investigação que a nossa polícia já faz, sem nenhum tipo de indagação ou questionamento prévio antes da conclusão da autoridade policial”.

A posição do perito legista (mais…)

Reconhecimento facial aumenta segurança em serviços de habilitação

O Departamento Estadual de Trânsito da Bahia (Detran) passa a utilizar o sistema e reconhecimento facial nos serviços de emissão de primeira habilitação, renovação e mudança de categoria da CNH. 
Foto: Fernando Vivas/GOVBA

A partir de 2020, os motoristas que irão realizar serviços de emissão e renovação da Carteira Nacional de Habilitação (CNH), segunda via e mudança de categoria, precisam passar pelo novo sistema de reconhecimento facial adotado pelo Departamento Estadual de Trânsito da Bahia (Detran-BA).

O uso da tecnologia tem como objetivo aumentar a segurança nos procedimentos e evitar fraudes e clonagem de documentos. O sistema é integrado ao bando de dados do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), que utiliza a base do Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro).

O reconhecimento facial funciona por meio um sistema de semelhança com os registros anteriores no órgão local ou de outro estado. A coordenadora da Central de Atendimento do Detran-BA, Ilma Silva, explica que, para a validação da habilitação, o índice de semelhança da foto precisa ser igual ou superior a 90%.

“Caso seja registrado um índice inferior ao mínimo, o documento será bloqueado e caberá ao agente de trânsito avaliar se a foto é de fato do condutor. Se o cidadão tiver mudado muito de aparência em relação à foto presente no documento anterior, ele irá passar por um atendimento especial e terá uma nova foto registrada no sistema”, afirma a coordenadora.

As carteiras antigas continuam valendo e serão atualizadas à medida que o motorista solicitar algum serviço relacionado ao documento. Ele também pode optar pela habilitação eletrônica gratuita, baixando o aplicativo Carteira Digital de Trânsito (CDT) pelo celular.

A farmacêutica Patrícia de Oliveira procurou o Detran-BA nesta quinta-feira (9) para renovar carteira de habilitação e foi surpreendida pelo uso da tecnologia. “Eu não tinha conhecimento desse serviço de reconhecimento facial e achei muito interessante. Acho que é muito importante até para evitar fraudes. A tendência é que esse sistema se modernize cada vez mais. Vai ser muito bom principalmente para coibir fraudes que, infelizmente, hoje acontecem em todos os lugares”.

SSP e Sepromi firmam parceria para criação de Centro de Referência Étnico Racial

Painel discute a Segurança Pública no Novembro Negro. Foto: Carol Garcia/GOVBA

O combate ao racismo e intolerância religiosa ganha mais uma ferramenta na Bahia a partir de parceria entre as secretarias da Segurança Pública (SSP) e de Promoção da Igualdade Racial (Sepromi). Um termo de compromisso destinado à implantação do Centro de Referência Étnico Racial (Crer) foi assinado pelos dois órgãos nesta segunda-feira (25), no Centro de Operações Especiais da SSP, em Salvador. Estão previstas também ações que concretizem o direito à segurança de qualidade para a população negra e outros povos e comunidades. A iniciativa faz parte do Painel do Novembro Negro 2019. 

O Crer funcionará na Superintendência de Prevenção à Violência (Sprev), onde serão promovidas capacitações, palestras e seminários para todas as instituições da Segurança Pública (Polícias Militar, Civil e Técnica, além do Corpo de Bombeiros e outros servidores). O calendário em 2020 será estendido para as unidades do interior do estado.
Segundo a secretária da Sepromi, Fabya Reis, a parceria com a SSP vem se efetivando durante todo o ano. “A gente já tem o terreno onde vai funcionar a nossa Coordenação de Combate ao Racismo, como preconiza o nosso Estatuto da Igualdade Racial. Já estamos finalizando os nossos primeiros protocolos e hoje haverá aqui a primeira aula do que será de praxe nas aulas das academias, em todas as frentes da polícia”, afirmou.
A secretária acrescentou que o novo núcleo vai se somar ao Centro de Referência Nelson Mandela. “Com a assinatura deste termo de compromisso, a gente aprimora as nossas ferramentas para o enfrentamento ao racismo. A criação do Crer ajuda a aprimorar o diálogo com a sociedade e também com as instituições de segurança. Os nossos protocolos de atenção e de acolhimento à sociedade no âmbito da política de Segurança Pública é algo muito importante no combate ao racismo e à intolerância religiosa”.
 
Envolvimento de jovens 
Para o secretário da Segurança Pública, Maurício Barbosa, além de termo de compromisso entre as pastas, “é preciso promover o engajamento maior dos jovens da SSP, imbuídos todos no propósito de praticar ações mais expressivas no combate ao racismo e à intolerância religiosa. Por isso, nós estamos fazendo essa parceria com a Sepromi para criação de um centro de referência”.
De acordo com Barbosa, as ações serão levadas para as unidades e academias, envolvendo os alunos da Polícia Militar, da Polícia Civil e do Corpo de Bombeiros. “Isso vai se tornar uma prática aplicada nas nossas academias. E que seja também um canal de escuta e de aproximação com a sociedade civil”.
Articulação 
Durante o evento foi realizado ainda o Colóquio Acadêmico sobre Enfrentamento ao Racismo e à Intolerância Religiosa – Avanços e Expectativas. O superintendente de Prevenção à Violência da SSP, coronel Lazzaro Monteiro, explicou que “esse termo de compromisso é voltado para a articulação de políticas públicas com foco no atendimento à população negra e às comunidades tradicionais. O Crer parte de uma ideia para enfrentar o racismo e a discriminação sob a visão de políticas públicas, definindo qual o alcance de resultados a curto, médio e longo prazos”.
Segundo o coronel Lazzaro além do centro de referência, será criado também o Grupo Alerta Racial, que reunirá profissionais da SSP e da Sepromi, com objetivo de discutir e enfrentar questões ligadas ao racismo e à discriminação racial. “Vamos inaugurar em breve também a coordenação voltada para a repressão aos crimes de intolerância racial e religiosa, crimes de homofobia e crimes praticados contra deficientes. É um pacote de ações objetivas visando qualificar o atendimento em termos de segurança pública sobre esse recorte”.

MP debate com Município de Ilhéus ativação do Conselho Municipal de Segurança Pública

Reprodução Internet

A necessidade de ativar e estruturar o Conselho Municipal de Segurança Pública de Ilhéus foi o principal assunto da reunião do Comitê Interinstitucional de Segurança Pública (Cisp) Regional de Ilhéus que ocorreu na quarta-feira, dia 20. No encontro, do qual participaram o prefeito e o subprocurador geral do Município de Ilhéus, o coordenador do Cisp Regional, promotor de Justiça Maurício Pessoa Gondim de Matos, destacou o papel do Conselho na elaboração e aprovação do Plano Municipal de Segurança Pública.

O promotor Maurício Matos destacou ainda que a Política Nacional de Segurança Pública e Defesa Social, de 2018, estabelece que os Municípios elaborem e implantem até 2020, dois anos após a publicação do documento nacional, seus planos de segurança pública. De acordo com a norma nacional, a elaboração dos planos é condição para que os municípios recebam recursos da União destinados à execução de programas e ações de segurança pública e defesa social. O promotor de Justiça salientou também a necessidade da realização de um diagnostico sobre a violência no Município de Ilhéus para a elaboração do plano.

MP determina inquérito contra grupo que atacou ônibus e bancos

Reprodução Internet.

Por determinação do Ministério Público Estadual (MPE), a Corregedoria da Polícia Militar instaurou, na manhã desta terça-feira (15), um inquérito policial militar para investigar a conduta ilícita de militares ligados ao deputado estadual Prisco. Fechamento de avenidas, ataques contra ônibus e bancos, faltas em serviço, entre outras irregularidades serão apuradas.

Entre os casos citados pelo MPE, está o ataque contra dois ônibus, na região do Subúrbio Ferroviário, ocorrido na última quinta-feira (10). Na ocasião, Anselmo Souza dos Prazeres, filiado da Aspra e soldado da 18a CIPM (Periperi), foi flagrado após atravessar dois coletivos na Avenida Suburbana. Ferido após confronto, ele segue internado.

“Vamos cumprir o pedido do MP e relatar a participação de cada militar neste movimento irregular. Além das ações de vandalismo, seremos rigorosos com o pequeno número que está faltando sem justificativa plausível”, afirmou o corregedor da PM, coronel Augusto César Miranda Magnavita.

Rui volta a atacar Prisco, pede intervenção do MP e MPF e diz que ‘greve só está no zap’

Rui Costa. Foto: Ascom.

Fonte: Bahia Notícias

O governador da Bahia, Rui Costa (PT), disparou novamente contra o deputado estadual Soldado Prisco (PSC), que deflagrou uma greve de policiais militares do estado nesta terça-feira (8).

“Não há nenhuma ocorrência de adesão em todo o Estado. Nenhum policial deixou de comparecer ao serviço de ontem para hoje. A greve só está no ‘zap’ que ele [Prisco] organiza”, disse, durante inauguração da nova UTI Infantil Cardiológica Cirúrgica do Hospital Ana Nery, na manhã desta quarta (9).

Rui disse que quer “mãos firmes” do Ministério Público estadual e federal para punir o parlamentar. “São atitudes criminosas de quem quer constranger e amedrontar. Não vamos ficar de joelhos para criminosos”, disse.

O governador ressaltou ainda que “policial com ‘P’ maiúsculo não comete homicídio e não atira em vidraça de bancos”. O chefe do Executivo baiano discordou de que Salvador esteja amedrontada com a possível greve e pediu para a imprensa adotar um lado.

“Saí e não vi nenhuma loja fechada. A imprensa tem que escolher de que lado vai ficar: do crime ou do lado da sociedade. Devíamos ter condenação expressiva da sociedade a esse tipo de manipulação politica-partidária, medíocre, [de] colocar refém as pessoas”, completou.